Comunicação - Notícias

Toninho Vespoli se reúne com secretário para discutir novos espaços culturais para zona leste

Comunicação - Mandato Toninho Vespoli | 15/04/2015 - 14:41
Nabil Bonduki ficou de agendar uma reunião com o prefeito Fernando Haddad para discutir a desapropriação de terreno em São Mateus para a criação de Centro Cultural

No dia 6 de abril o vereador Toninho Vespoli (PSOL), ao lado de representantes de movimentos culturais, se reuniu com o secretário de Cultura Nabil Bonduki para discutir a criação de novos espaços de cultura na zona leste da cidade. Desta reunião ficou acertado que o secretário agendará uma conversa com o prefeito Fernando Haddad para discutir a desapropriação de um terreno na Avenida Mateo Bei em que nove operários morreram no desabamento de um prédio em 2013. A ideia é erguer no local um centro cultural para o uso da população e em memória aos trabalhadores mortos.

Toninho Vespoli, junto com diversos outros vereadores, já havia proposto o PL 789/2013, que declarava o terreno no número 2.303 da maior avenida de São Mateus como um espaço de utilidade pública. O vereador chegou a propor uma emenda parlamentar de R$ 200 mil em 2015 para auxiliar nos gastos com a desapropriação, que chegam ao valor de R$ 600 mil. Porém, outros vereadores que garantiram que iriam contribuir com repasses parlamentares ao terreno não o fizeram, o que inviabilizou a desapropriação desta forma.

A ideia de Nabil Bonduki é que a prefeitura aproveite as possíveis dívidas que o terreno possui para desapropriar o espaço – desrespeitos à legislação trabalhista pelos donos do terreno culminaram na morte de 9 pessoas e 40 feridos (você pode relembrar a história completa aqui). Dessa forma, os R$ 200 mil propostos por Toninho Vespoli poderiam ser aproveitados para equipar outros espaços da região enquanto seria realizada a construção do centro cultural.

Outras propostas

A desapropriação de um casarão na rua Sabbado D’Angelo, nº 657, em Itaquera, para a construção de um espaço de cultura também foi discutida. A proposta está contida no projeto de lei 17/2015, de Toninho Vespoli. Para o vereador, há poucos pontos culturais para Itaquera, que é um bairro muito grande e populoso.

O secretário disse que a prioridade na região de Itaquera é melhorar as duas Casas de Cultura já existentes na região, e a princípio não se comprometer com a criação de mais um espaço. Mas se garantiu que analisará a situação do terreno e o projeto de lei para dar um retorno ao mandato.

Nabil Bonduki disse que as subprefeituras eram responsáveis pelas Casas de Cultura até bem pouco tempo atrás. “A subprefeitura preferia construir uma Casa de Cultura onde dava e não onde seria melhor e atenderia de melhor forma a população. Agora que estas decisões estão na secretaria esperamos que isso melhore bastante”, afirmou o secretário.

Uma possível mudança de local do futuro CEU Vila Alpina também foi discutida. Prevista para começar a ser construída neste ano, a estrutura poderia ser transferida para áreas de maior vulnerabilidade social na opinião de Toninho Vespoli. “Há diversos espaços na zona leste que poderiam abrigar um equipamento deste porte em áreas muito mais pobres. O espaço do CDC Pq. Sta. Madalena, por exemplo, poderia muito bem receber um CEU que melhoraria demais as condições da região”, argumentou o vereador. A escolha original do local foi realizada pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano.

A secretaria de Cultura ficou de analisar os dados que justifiquem a transferência do CEU de uma localidade para outra, ou para a criação de atividades conjuntas entre o novo CEU e outros espaços culturais e educacionais na região.


Seja o primeiro a comentar sobre esse artigo


Deixe seu comentário

Powered by WordPress | Designed by: Free Premium WordPress Themes | Thanks to WordPress Themes, Premium WordPress Themes and WordPress 4 Themes